Inspiração para visitar Foz do Iguaçu.

Compras no Paraguai

Cruzando a Ponte da Amizade

A principal ligação entre Brasil e Paraguai na região é através da Ponte Internacional da Amizade, inaugurada em 1965, e através da qual, acredita-se que hoje, cruzam a fronteira aproximadamente 40 mil pessoas por dia.

A Ponte da Amizade possui 550 metros, e o trajeto pode ser feito à pé, de carro ou moto, de transporte turístico ou ônibus de transporte público urbano. Todas as opções são bastante práticas, basta que você escolha qual a opção da experiência que deseja ter, à pé ou por transporte público urbano você estará próximo do cotidiano da população, já em transporte individual ou turístico, você terá um passeio mais tranquilo.

Ciudad del Este, tem inúmeras oportunidades para quem quer fazer compras no Paraguai.

Por questões de segurança, é recomendado que, quando feito à pé, o trajeto seja feito acompanhado, e nos outros casos através de um serviço de transporte autorizado, solicitando sempre algum documento que comprove esta autorização. Evite utilizar bolsas, mochilas e jóias, e cuidado sempre com transportes suspeitos.

Em ambos os lados da ponte, existem as aduanas do Brasil e do Paraguai, onde pode haver a fiscalização de entrada e saída dos países, assim como a fiscalização dos produtos que estão sendo transportados. É importante regularizar suas compras para evitar qualquer tipo de problema. As compras feitas em Ciudad del Este e trazidas para o Brasil são regularizadas na aduana do lado brasileiro.

Quanto ao ingresso no Paraguai, para cidadãos do Brasil, não é necessário visto para entrada por até 90 dias, porém, deve-se ter consigo a carteira de identidade válida e/ou passaporte. (Mais informações)

O tempo para realização do trajeto da ponte é de 15 a 25 minutos, variando conforme o transito, que costuma ser leve. Mas, com ou sem trânsito, é uma oportunidade de aproveitar este tempo para curtir o início ou o final do seu passeio.

Caso você esteja levando consigo algum equipamento, como um máquina fotográfica, é importante consultar a Aduana brasileira antes de cruzar a ponte para evitar que haja algum contratempo na volta para o Brasil.